Arquivo da tag: Devolta para o futuro

Cancast 2# – Tecnologia no cinema e na literatura

Nesse episódio Rafson Rafael, Jorge Dias, Carol Nucci, Eduardo Sanita e Pedro Paulo discutem sobre as possibilidades da tecnologia no cinema e na literatura, descubra por que o Windows e o Mac são sistemas extraterrestres, saiba sobre as leis da robótica e aprenda o que é humildade.

Cancast, aqui pode!

Download

Tempo do episódio: 1:05:00

Versão MP3 (61.181Kb) | Versão Zip (60.172KB)

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em PodCast

Problema com o tempo

image006As pessoas que me conhecem sabem que eu adoro o assunto “Viagem no tempo”, vejo tudo que posso, assisto TV, leio livros, artigos na Internet e revistas porém aonde encontro as melhores estórias são nos filmes.

Quando se faz um filme de viagem no tempo é necessário tomar muito cuidado para não esquecer nada e não se contradizer na história corrente.

Mas existem casos que o roteirista faz a cobra morder o rabo (símbolo do infinito) em que o protagonista da cena da uma torção que detona toda a lógica, como por exemplo:

backtothefuture2

Diga Eehhh

No filme De volta para o futuro Martin McFly conversa com o Doc Emmet Brown sobre sua vida, e cita que sua mãe disse que lhe deu o nome “Martin” pois uma pessoa no passado a ajudou muito, e era uma homenagem. Quando ele volta no tempo acaba revelando após ajudar seus pais (em versão jovem) que seu nome é Martin.

Ou seja, o nome dele é Martin por que ele se chama Martin e foi no passado ajudar os pais, que para homenage-lo deu ao filho (o próprio ajudante) o nome de Martin. What a fuck!? de onde veio isso?

claire-bennet-noah-nbc

Ai papai, eu tive tanto medo!

Esse é caso simples de viagem no tempo aonde a cobra morde o rabo

Outro exemplo desse ocorre no capitulo 12 da terceira temporada de Heroes (pode conter Spoilers). Aonde Claire Bennedict volta no tempo (levada por Hiro Nakamura) e encontram a sua mãe no primeiro dia da adoção do bebê Claire. Claire também encontra Noah Bennedict o seu pai adotivo, que sempre a chama carinhosamente de “Claire-bear” (Algo como Clair Ursinha). Nessa cena Claire fala com ele sobre o futuro sem revelar quem ela é, e acaba dizendo “essa menina será sua filha e você vai amá-la ela sera sua ‘Claire-bear'”. Então o senhor Bennedict para, pensa e repete com o ar de “Ah, gostei disso”: “Claire-bear”.

Temos a mesma Historia do De volta para o Futuro, não sabemos se Noa Bennedict inventou o Claire-Bear e ensinou para Claire, ou se ele apenas diz isso por que ouviu da Claire no passado. A cobra morde o rabo de novo e eu fico com a cabeça doendo.

Ainda sobre a série Heroes, tem uma coisinha, detalhe, que esqueceram do segundo ano da série. Nada mais nada menos que 1 personagem sumiu. Isso mesmo, desapareceu sem deixar rastros, isso seria normal numa série com tantos personagens mas não nesse caso.

 

Porra Peter, como você me esqueceu?

Porra Peter, como você me esqueceu?

 

 

 

 

 

 

 

Isso aconteceu no meio de Segunda Temporada:

Peter abraça a namoradinha Irlandesa e vai acidentalmente para o futuro, lá ele e a namorada são presos pois estão na zona de quarentena criada pela disseminação do vírus que mata mutantes. Peter é encaminhado para sua mãe e a menina para uma cadeia/abrigo ou algo do tipo.

Nada de mais, só que o Peter acaba voltando no tempo, e mudando o futuro sem trazer a moça de volta. E ae? como ficou ela? Desapareceu? Porra!

Deixe um comentário

Arquivado em Ta de brincadeira

Da série: Início do Fim (1)

 A muito tempo eu venho pecebendo as notícias referentes a robos nos dias de hoje. Fico cada vez mais assustado. Mas hoje acessei a página do terra e vi a noitica “Robô engana jurados em teste de inteligencia artificial”. Até então tranquilo, porém no meio da reportagem existem links para mensagens relacionadas então eu fiquei de cabelo em pé com os títulos:

“Maquinas pensarão melhor que o homem em 2030”, “Pesquisadores ensinam avatar a pensar”, Robos terão intelignecia humana em 20 anos, dizem especialistas”, “Robos evoluem e aprendem a mentir”

Galera, quem avisa amigo é a história do cinema ja nos ensinou como as coisas acontecem. Vejam Matrix e Exterminador do Futuro. Nesses dois casos as maquinas evoluem num ponto até tomar o poder total e tranformar as pessoas em baterias

Será que o nosso fim vai ser entrarmos na bundinha nas costas do bonequinho cor de rosa para que ele bata pratos por aí?

Como diria minha vó: “É meu netinho, agora fudeu!”

Deixe um comentário

Arquivado em Imagine